Html 5 é Seguro? | O HTML5 se tornou o novo padrão como a cara da web. Quando falamos de funcionalidade do lado do cliente (através do navegador); os plugins estão a caminho.

O HTML5 está se tornando a linguagem de programação de fato não apenas de sites estáticos, mas também de aplicativos web – e até mesmo aplicativos móveis.

Mas será que esta tecnologia é segura? Ao usar os sites HTML5 ou ao construí-los você mesmo, isso faz com que você ou o visitante fiquem mais em risco? Hoje, Guia-se Informativo analisa mais profundamente a segurança do HTML5 na web.

O que é HTML5?

Html 5 é Seguro mesmo
Html 5 é Seguro mesmo?

HTML5 é a última versão do HTML – a linguagem que todos os websites exibem no navegador.

Se você vê algo no navegador, é tudo HTML – mesmo que seja um invólucro para outra tecnologia como o CSS (Cascading Style Sheets).

O HTML é um padrão que foi desenvolvido por alguns dos melhores engenheiros do mundo em colaboração com órgãos de autoridade da Internet, especialistas da indústria e os que estão na vanguarda da tecnologia.

Por ser um padrão suportado mundialmente, passou a ser a tecnologia líder em todos os navegadores.

Esta versão do HTML foi lançada em 2014, e segue o HTML4, lançado em 1997. Como você pode imaginar, muita coisa mudou na forma como a Internet funciona de 1997 a 2014!

A última atualização do HTML 5 é a recomendação HTML 5.2, publicada pelo World Wide Web Consortium (W3C) em 2017.

Html 5 é Seguro?

Sim, o HTML5 é mais seguro por projeto do que seus predecessores, apesar do aumento das características e funcionalidades.

O HTML 5 matou o Flash?

O HTML 5 matou o Flash
O HTML 5 matou o Flash?

Sim! Mas isso é uma coisa boa. Adobe Flash é um plugin agora depreciado que permite que os navegadores reproduzam conteúdo multimídia e interativo.

No entanto, o Flash foi frequentemente criticado por suas falhas de segurança. A forma como a tecnologia funcionava significava que era possível ter scripts maliciosos executados dentro do plugin, acessando depois o resto dos recursos no computador.

Embora o HTML5 não tenha toda a gama de faculdades que o Flash possuía, ele é inerentemente mais seguro, devido ao ambiente sandboxed.

E o JavaScript?

O JavaScript ainda está aqui para ficar! Enquanto há alguns anos atrás havia um hubbub sobre Flash vs JavaScript, a decisão do HTML5 de apoiar o JavaScript realmente soou como um toque de morte do Flash.

O JavaScript permite que você faça coisas como adicionar elementos multimídia e conteúdo dinâmico, tudo com HTML5. Devido à forma como o JavaScript funciona, dentro do navegador, e sem acesso a elementos como memória ou CPU, isto significa que ele é bastante seguro – desde que seja configurado corretamente.

Existe algum problema de segurança?

Como em qualquer linguagem de programação, o HTML5 é apenas tão seguro quanto as práticas do desenvolvedor que cria com ele. Entretanto, o HTML5 é visto como muito mais robusto em termos de segurança, devido a este sandboxing.

Você corre um risco maior de comportamento inseguro ou instável ao combinar com JavaScript, embora, novamente, um desenvolvedor experiente será capaz de implementar ambos sem preocupações – especialmente após testes minuciosos. São os desenvolvedores mal-intencionados que são a verdadeira ajuda para a preocupação.

Que tipo de sites são feitos com HTML5?

Há tantas categorias diferentes de sites que podem ser criados com HTML5. Muitas vezes o HTML5 é usado em combinação com vários frameworks, como o Ionic (que é perfeito para construir aplicativos móveis).

O que você pode construir? Estamos falando de tudo, desde aplicativos web de produtividade, até cassinos online e caça-níqueis que você pode ver aqui que estão disponíveis tanto na web como através de navegadores móveis, até simples homepages de uma página para pequenas empresas.

E as tecnologias back-end?

O lado do cliente (o navegador) e o lado do servidor (o back end) só se comunicam através de um conjunto de regras acordadas. O que se faz no lado do servidor é uma história completamente diferente do lado do cliente, e cada idioma vem com suas próprias complexidades. Uma combinação de servidor comum é o Ruby on Rails.

Dito isto, a melhor linguagem a escolher para o lado do servidor para segurança é sempre aquela que o desenvolvedor conhece melhor!

Conclusão

A maneira de nos mantermos atualizados é remendar sempre que as últimas atualizações de segurança saírem. Se uma atualização de idioma contém novos recursos de segurança, então atualize o código antigo para a versão mais recente e inclua-os.

Encoraje as pessoas a atualizar seu navegador com frequência. Esteja aberto e atento às mudanças. Pode ser um pouco frustrante permanecer atualizado, porém mantém a segurança de todos a longo prazo.

Agora que você sabe se o HTML 5 é seguro, deixe seu comentário!